Curiosidades

Em cinco décadas de existência, o Anhembi tem muitos fatos e momentos curiosos que ficaram marcados na história do equipamento. Além de eventos e feiras tradicionais, o Anhembi também recebeu visitas de figuras importantes, celebrações centenárias, shows históricos e corridas de carros populares. Confira algumas das curiosidades ao longo desses 50 anos:

1 / 6

CENTENÁRIO DA IMIGRAÇÃO JAPONESA (2008)

Foto: Antonio Cruz - Agência Brasil

2 / 6

SHOW TREM AZUL (1981)

Foto: Silvio Ferreira

3 / 6

ARCA DE NOÉ (1975/1976)

Foto: Agência Vasclo

4 / 6

SHOW DOS JACKSON 5 (1974)

Foto: Acervo TV Tupi.

5 / 6

QUEM É O MELHOR MOTORISTA DO BRASIL (1972)

Foto: Divulgação | SPTuris.

6 / 6

VAI DAR JACARÉ

Foto: Divulgação | SPTuris.


O Começo

Vai dar jacaré - Antes de concretizar o projeto do Anhembi, o idealizador do complexo, Caio de Alcântara Machado, costumava repetir a frase "Um dia vai dar jacaré". Anos depois do sucesso do espaço e da realização de grandes eventos, o animal tornou-se símbolo da conquista e ele começou a receber lembranças de jacaré, que hoje compõem uma grande coleção de objetos, quadros e utensílios domésticos. O formato do troféu do prêmio Caio, entregue anualmente aos melhores profissionais e empresas de eventos, foi inspirado nessa história.

Guinness Book: O Livro dos Recordes - O Anhembi apareceu no Guinness Book (edição de 1979) como o maior centro de exposições do Brasil. O Pavilhão também foi reconhecido como a maior cobertura do mundo com vão livre. A autoria do projeto é do arquiteto Jorge Wilhelm (1928-2014), responsável por projetos como o Vale do Anhangabaú e pelo desenvolvimento e planejamento urbano de mais de 20 cidades.

Quem é o melhor motorista do brasil? (1972) - Competição realizada pela revista Quatro Rodas que teve mais de 50 mil inscrições. O objetivo era classificar os motoristas em algumas categorias como baliza, aceleração e frenagem, entre outros.

Show dos Jackson 5 (1974) - Foi a primeira visita de Michael Jackson ao Brasil, com apresentações que fizeram parte de uma turnê que também passou pelo México e outros países da América Latina. Em São Paulo, o show aconteceu no Palácio das Convenções do Anhembi.

Arca de Noé (1975/1976) - A feira aconteceu entre dezembro de 1975 e fevereiro de 1976 com aproximadamente 20 mil animais, sem contar os insetos, expostos em 72 mil m² divididos em 26 diferentes áreas ecológicas, que reproduziram seu habitat natural. O evento foi montado sob orientação do Zoológico de SP, Ministério da Agricultura, Instituto Brasileiro de Defesa Florestal (atual Ibama) e Secretaria Especial do Meio Ambiente.

Show trem Azul (1981) - Um dos últimos shows de Elis Regina em vida aconteceu no Grande Auditório do Palácio das Convenções do Anhembi, marcando o lançamento de vários sucessos da turnê, além da canção-título "Trem Azul". Quatro anos depois, um auditório com capacidade para 800 pessoas foi inaugurado e recebeu o nome Elis Regina em homenagem à cantora.

Visita de Fidel Castro (1990) - Depois de quase 30 anos sem entrar em território brasileiro, o presidente cubano compareceu a um evento no Anhembi, época em que o Brasil tentava se adaptar ao novo cenário político mundial e pretendia estreitar as relações diplomáticas com Cuba.

Quando Maurício de Souza quase comprou o Anhembi - O cartunista Maurício de Souza, criador da Turma da Mônica, cogitou a compra de áreas do Anhembi para a construção do Parque da Mônica, antes de o parque temático ser construído no Shopping Eldorado, em 1993. A ideia do desenhista era completar o espaço de exposições e feiras com uma área destinada às crianças, que poderia trazer novos ares à região. O projeto foi levado à Prefeitura e chegou a passar por licitação, mas no fim do processo Maurício desistiu da compra do lugar, hoje ocupado pelo Sambódromo.

Centenário da Imigração Japonesa (2008) - O Anhembi também foi palco da Semana de Cultura Brasil-Japão, parte das comemorações do centenário da imigração japonesa ao Brasil. O Sambódromo foi utilizado para cerimônia de recebimento do príncipe herdeiro Naruhito, que participou das celebrações.

Fórmula Indy (2010 a 2013) - A passarela do samba virou pista para os carros de uma das principais categorias do automobilismo mundial. Além do Sambódromo, os pilotos passaram por um circuito nas avenidas Olavo Fontoura e Marginal Tietê, em um circuito com mais de 4 mil metros e 11 curvas.

A Evolução da Logomarca

Ao longo de seus 50 anos, a identidade visual da logomarca passou por diversas releituras, que se adaptaram ao mercado e ao nome da empresa. As inovações da versão mais recente estão na forma mais definida e equilibrada do desenho, com cores mais vivas e tipografia reestilizada.

Na época de sua inauguração, na década de 1970, a empresa chamava-se Centro Interamericano de Feiras e Salões e, dez anos mais tarde, passou a se chamar Paulistur, empresa de turismo da Prefeitura de São Paulo.

Somente em 1986 o equipamento foi batizado de Anhembi - Centro de Feiras e Congressos, nome que durou até 1989, quando foi renomeado Anhembi - Turismo e Eventos da cidade de São Paulo.

Em 2005, foi criada a São Paulo Turismo - SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos - que passou a administrar o Anhembi Parque.

Na releitura da logomarca em 2013, a palavra "Parque" foi retirada. Assim, o espaço, que é referência para feiras, congressos, convenções, shows e todo tipo de evento, passou a ser chamado simples e objetivamente de Anhembi.