História do Carnaval

Construção do Sambódromo

Foto: Divulgação | SPTuris.

Projetado pelo renomado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, o Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo, carinhosamente apelidado de Sambódromo do Anhembi, foi inaugurado no dia 1º de fevereiro de 1991.

Antes de sua construção, o carnaval paulistano era realizado na Avenida Tiradentes, e a abertura da passarela do samba fez com que a folia fosse transferida ao Anhembi - tornando a tradicional festa das escolas de samba ainda mais profissional e organizada.

Imensidão do Sambódromo

Inicialmente, o espaço comportava 10 mil pessoas e, no ano seguinte à inauguração, sua capacidade dobrou. Foi só em fevereiro de 1996, com todos os setores concluídos, que as arquibancadas atingiram a capacidade máxima atual: 30 mil pessoas.

O Sambódromo tem uma pista com 530 metros de comprimento e 14 metros de largura, além de 23 mil metros quadrados na chamada Área de Concentração - onde ficam posicionados os imponentes carros alegóricos - e outros 14 mil metros quadrados na Dispersão.

Durante os desfiles, chegam a circular pelo Sambódromo cerca de 50 mil pessoas durante a noite, incluindo o público nos setores e camarotes e desfilantes.

Foto: Caio Pimenta | SPTuris.

1 / 29
2 / 29
3 / 29
4 / 29
5 / 29
6 / 29
7 / 29
8 / 29
9 / 29
10 / 29
11 / 29
12 / 29
13 / 29
14 / 29
15 / 29
16 / 29
17 / 29
18 / 29
19 / 29
20 / 29
21 / 29
22 / 29
23 / 29
24 / 29
25 / 29
26 / 29
27 / 29
28 / 29
29 / 29

História das Logomarcas do Carnaval no Anhembi

Desde 1991 a logomarca do Carnaval de São Paulo passou por diversas repaginações, adquirindo uma identidade nova a cada ano. Com elementos coloridos, confetes e referências ao samba, todas têm em comum a intenção de representar a festa como um momento de alegria e descontração na cidade.

Algumas trazem o nome "São Paulo" destacado, enquanto outras colocam prédios coloridos que simbolizam a selva de pedra reinventada pelas cores do Carnaval. A representação de passistas, moças mascaradas e pandeiros, instrumento tradicional do samba também é constante na maioria das logomarcas criadas.

O Sambódromo do Anhembi também é retratado em algumas artes. Nas logomarcas de 2011 e 2012, os refletores em arco, marca registrada do espaço, aparecem contrastados com linhas coloridas, que unem a vivacidade do lugar e a imponência da avenida por onde passam as escolas.